Missão Aliança – Seleção do principal executivo (CEO)
11/04/2016
Integração e desenvolvimento da equipe pastoral
31/03/2016
  • TarefaConstituir entre os membros e ministérios algo que marcasse a identidade da igreja

Resultados do Projeto

Processo de integração e desenvolvimento da equipe pastoral
Aplicando Norte que fosse Único e Compartilhavel - NUC

Em meados de 2011, após participar de eventos da Igreja Sara NossaTerra- Barra destinados a apresentação de empresários de diversos setores, fomos reconhecidos como competentes para prestar serviços de consultoria para ajudar a reorganizá-la e prosperar qualitativamente.

A demanda inicial era constituir entre os membros e ministérios algo que marcasse a identidade da igreja na região, para facilitar os trabalhos e a atração de moradores lindeiros. Em suma, precisavam de um Norte que fosse Único e Compartilhavel, o vital e utilíssimo NUC.

Para tanto, sob a desconfiança de alguns, começamos inquirindo a liderança e suas bases acerca de que legado queriam deixar, que atmosfera relacional desejavam criar, que movimentos espirituais estariam dispostos a assumir “o tempo todo para todo mundo em todas as ações”.

Usando frequentemente os princípios de planejamento estratégico descritos no livro de Neemias, apoiados por um time de oração e propagadores destas provocações, um bom número de encontros depois chegou-se ao consenso sintetizado na frase (queremos ser) “UMA IGREJA QUE ENTENDE E ACOLHE VOCÊ”.

Isto posto, passou-se a aplicar maciça e massivamente o lema em cada “transação” pessoal e setorial, isto é, começando pelos membros engajados, antes de qualquer decisão e ação, se fazia presente a prática da escuta sem censura de idéias e proposições, zelando fortemente por evitar as até então recorrentes discordâncias inerciais, os ranços interpessoais e os atritos teóricos.

A palavra de ordem era, “escute duas vezes mais do que fala, e antes de dizer o que pensa, confirme o que ouviu”, com isto respeitando a morfologia divina que nos fez com dois ouvidos e apenas uma boca.

Surgindo Resultados!
O bom resultado (diálogos eficientes) logo foi aparecendo. Grupos que se estranhavam passaram se aceitar, projetos multidisciplinares começaram a se materializar, pessoas entrantes eram rapidamente alocadas em departamentos repensados para servirem à comunidade interna e externa. A igreja passou a ser reconhecida na região como espaço democrático e acolhedor, formas cultos e reuniões foram adequados às preferências locais, por isto aumentando quantitativamente e a proatividade era uma evidencia independente de cargos ou tempo de fé.

Fundamentos
E tudo isto aplicando, além dos fundamentos de Neemias e outros cirúrgicos conselhos bíblicos, apenas algumas “ferramentas” próprias para formação e funcionamento de equipes, tais como:

1- Lista do “Funciona / Não Funciona”, a partir da qual a liderança aprendeu a fortalecer o que era elogiado e mitigar os problemas do que não agradava;

2- Qual a “Causa” da igreja ali, ou seja, que finalidade motivava cada um a exercer seus talentos e dons;

3- Matriz “Quero x Posso”, distinguindo os 4 tipos de ânimos na comunidade e ajudando a liderança a reconhecer quem estaria apto ou não à ser emponderado;

4- “Essência de Identidade”, onde se definiram quais as 5 coisas que todos gostariam de ver acontecer o tempo todo em todas as ações, para encantar os já integrados e os que fossem chegando”.
A igreja logrou crescer de tal maneira que assumiu e concretizou a construção de um novo, amplo e relevante templo, dentro do qual até hoje se multiplicam almas que celebram a majestade do Senhor Jesus, “entendendo e acolhendo” em amor os de perto e os de longe.